Conselho de Ministros da UE, 23 dezembro 2015
 
2015-12-23 às 20:31

AUMENTO DO SALÁRIO MÍNIMO BENEFICIA CERCA DE 650 MIL TRABALHADORES

O Conselho de Ministros aprovou o aumento do salário mínimo para 530 euros mensais a partir do início do ano de 2016, estimando-se que beneficie mais de 650 mil trabalhadores. O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, afirmou que a decisão está incluída no Programa do Governo e foi o valor sobre o qual houve acordo na Concertação Social.

O Ministro afirmou que a atualização do salário mínimo «não teve oposição de nenhum dos parceiros sociais» representados no Conselho Permanente de Concertação Social, ao longo de três reuniões, tendo sido desenhado um projeto de acordo que tinha por referência este valor, continuando «o trabalho de procura de um acordo de médio prazo para aumento faseado do salário mínimo».

Vieira da Silva acrescentou que «só não foi possível um acordo em matérias relacionais com o salário mínimo e que envolvem a redução da taxa social única paga pelos patrões no montante de 0,75%».

O Ministro afirmou que «o salário mínimo desempenha um papel muito importante nos equilíbios sociais designadamente das famílias de menores rendimentos», sendo um importante referencial no mercado de emprego, quer na perspetiva do trabalho digno e da coesão social, quer da competitividade e sustentabilidade das empresas.

Tags: salário mínimo, parceiros sociais, economia, crescimento

INTERVENÇÕES

DOCUMENTOS

COMUNICADOS

CONTACTOS

Entrar em contacto