Saltar para conteúdo

Notícias

2017-11-28 às 19h12

Portugal e EUA emitem declaração conjunta para o aumento da cooperação na promoção do GNL marítimo

A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, reuniu-se com uma delegação de alto nível de diplomacia energética do Departamento de Estado (que se ocupa dos Negócios Estrangeiros) dos Estados Unidos da América, no âmbito da 18.ª edição da Cimeira Mundial do Gás Natural Liquefeito, que se realiza em Lisboa, de 27 de novembro a 1 de dezembro. 

Em resultado dessa reunião bilateral, os dois países emitiram uma declaração conjunta que sublinha a importância estratégica do Porto de Sines como hub de Gás Natural Liquefeito (GNL) atlântico e da relação Portugal-EUA na promoção do GNL marítimo como fator de reforço da diversificação da segurança energética europeia, de melhoria do desempenho ambiental do transporte marítimo e de reforço da sustentabilidade da economia azul, com uma indústria geradora de empregos qualificados e inovação tecnológica.

Declaração conjunta

A «Declaração Conjunta de Portugal e Estados Unidos da América sobre a cooperação no GNL Marítimo, Economia Azul e Segurança Energética, no quadro da Comissão Bilateral Portugal-EUA» diz o seguinte:

«Durante a reunião bilateral realizada entre as delegações políticas de Portugal e EUA, no âmbito da World LNG Summit, foi sublinhado como mutuamente benéfico o aumento da cooperação entre os dois países no domínio do gás natural liquefeito (GNL).» 

«O Porto de Sines recebeu a primeira carga de GNL para a Europa em 2016 e continuou a ser o destino europeu número um para o GNL dos EUA. As exportações de GNL dos EUA contribuem para a criação de empregos no sector energético, contribuem para diminuir os preços energéticos, ajudam a reforçar a segurança energética europeia e reduzem as emissões do sector do shipping.» 

«As delegações políticas portuguesa e norte-americana enfatizaram o progresso realizado na relação energética bilateral que contribuirá para um sector do shipping e uma economia do oceano mais sustentável. Concordaram em continuar a cooperação na energia e na economia azul, no quadro da Comissão Bilateral Portugal-EUA.»
 
«O Departament of State dos EUA e o Ministério do Mar de Portugal continuarão a trabalhar em conjunto para ajudar a Europa a diversificar os seus fornecimentos energéticos através de novas fontes de gás natural, novas interligações vitais, novas infraestruturas de GNL marítimo e de importação de GNL.»
Tags: mar, energia
Áreas:
Mar