XXI Governo - República Portuguesa - Notícia

Notícias

2017-11-13 às 22h15

Portugal e Colômbia criam conselho estratégico para aprofundar relações

Secretário de Estado Eurico Dias e Ministra dos Estrangeiros colombiana, Angela Holguin, trocam documento que cria Conselho Estratégico na presença do Primeiro-Ministro e do Presidente Juan Manuel Santos, Lisboa, 13 novembro 2017 (Tiago Petinga/Lusa)
O Primeiro-Ministro António Costa afirmou que a criação do Conselho Estratégico Portugal-Colômbia é o resultado direto da estabilidade política nas relações entre os dois países, durante um encontro empresarial, em Lisboa, no âmbito da visita do Presidente da República colombiana, Juan Manuel Santos.

Os Governos de Portugal e da Colômbia, representados pelo Secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, e pela Ministra dos Negócios Estrangeiros colombiana, Maria Angela Holguin, assinaram a declaração conjunta para a criação do Conselho Estratégico Portugal-Colômbia.

Este conselho será composto por personalidades dos dois países representativas dos setores privado, empresarial, cultural e universitário, que farão recomendações aos dois Governos para o aprofundamento das relações bilaterais.

Intensidade e estabilidade das relações

O Primeiro-Ministro referiu que a criação do Conselho Estratégico «traduz a intensidade das relações entre os dois países», mostradas pela presença de mais de quatro centenas de empresas portuguesas no país, e que deverão estender-se a novas áreas como a agricultura, o turismo e as energias renováveis.

Traduz também uma «grande estabilidade no relacionamento» entre Portugal e a Colômbia, acrescentou.

«Esta relação começou a ser construída há três governos, com o então Ministro dos Negócios Estrangeiros Luís Amado, tendo tido um grande impulso com [o Ministro dos XIX e XX Governos] Paulo Portas, que tem agora uma continuidade com o atual Governo», disse. 

«Isto demonstra bem que, independentemente dos governos e das mudanças políticas, a relação entre Portugal e a Colômbia é estável», disse ainda, declarou o líder do executivo português.

O Presidente Juan Manuel Santos apontou oportunidades de cooperação económica nos domínios das infraestruturas rodoviárias e da modernização dos aeroportos (mais de 40 em vias de reconversão), e, sobretudo, do turismo.

«Temos somente cinco milhões de turistas por ano. Penso que há imensas potencialidades para crescermos», afirmou. 

Portugal e a Colômbia assinaram também, numa outra cerimónia, durante esta terceira visita oficial do Presidente da República Colombiana, um protocolo sobre formação turística.