Saltar para conteúdo

Notícias

2018-12-21 às 17h54

Melhores resultados orçamentais de sempre são «o reflexo de uma estratégia orçamental equilibrada»

Ministro das Finanças, Mário Centeno
O Ministro das Finanças, Mário Centeno, afirmou que o facto de Portugal estar a alcançar os melhores resultados orçamentais de sempre é «o reflexo de uma estratégia orçamental equilibrada», beneficiando quer do bom momento da economia quer do rigor na execução da despesa pública.

Em declarações à agência Lusa, Mário Centeno sublinhou o aumento de 5,4% da receita, destacando sobretudo o aumento de 6,1% da receita fiscal, derivado do aumento do emprego e do fortalecimento da economia.

A despesa pública total apresentou uma evolução moderada, tendo-se verificado uma progressão controlada dos consumos intermédios (aumento de 2,2% até ao terceiro trimestre de 2018), o que representa um esforço consistente de melhoria da eficiência dos serviços públicos. O seu crescimento foi, com efeito, devido em parte ao investimento e às prestações sociais.

O Ministro acrescentou que «o compromisso assumido foi cumprido ao longo da legislatura na recuperação e valorização da Administração Pública na sua componente de despesas com pessoal», que registou um aumento de 374 milhões de euros face a 2017.

De acordo com os dados do INE, o saldo orçamental situou-se em 1.111,2 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, o que representa um excedente orçamental de 0,7% do PIB. Considerando apenas o terceiro trimestre registou-se um excedente de 3.082,2 milhões de euros, o que corresponde a 6% do PIB.

Contas públicas a caminho do equilíbrio; diminuição da dívida pública e da despesa com juros; crescimento económico, do emprego e do rendimento acima das médias europeias. Este é o retrato atual de Portugal.