Júlio Pomar era «um dos mais icónicos artistas» portugueses - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2018-05-22 às 21h56

Júlio Pomar era «um dos mais icónicos artistas» portugueses

O Primeiro-Ministro António Costa afirmou que «com a morte de Júlio Pomar, Portugal perde um dos seus mais icónicos artistas», numa mensagem publicada na sua conta da rede social Twitter

«Ficará para sempre a sua obra, comprometida apenas com a cultura portuguesa e com a liberdade criativa», acrescentou.

O Ministro da Cultura, Castro Mendes, afirmou que «Júlio Pomar foi um artista extraordinário e uma figura incontornável na cultura e na história das artes visuais portuguesas», numa nota

«O País está grato pelo legado incomensurável que nos deixa e pela capacidade de nos inspirar através da sua vida e da sua obra», acrescentou.

O pintor e escultor Júlio Pomar que morreu aos 92 anos, em Lisboa, era uma referência da arte moderna e contemporânea portuguesa.