Ensino do português consolida-se nas escolas da região de Castela e Leão - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2018-11-22 às 18h48

Ensino do português consolida-se nas escolas da região de Castela e Leão

Portugal e o Governo da comunidade autónoma de Castela e Leão, em Espanha, assinaram um memorando de entendimento para consolidar o ensino do português como língua estrangeira no sistema educativo não universitário daquela região espanhola, numa cerimónia que decorreu em Valladolid. 

O compromisso foi estabelecido entre o instituto Camões e a Conselheria da Educação da comunidade autónoma, e pretende também promover iniciativas transfronteiriças em matéria de formação, ensino e aprendizagem das línguas espanhola e portuguesa no âmbito não universitário.

A assinatura do documento completa uma série compromissos idênticos com todas as regiões espanholas que fazem fronteira com Portugal, em matéria de ensino do português em Espanha.

Atualmente estão a aprender português como língua estrangeira 50 889 alunos, sendo o seu ensino assegurado por 322 professores espanhóis de português nas comunidades autónomas da Andaluzia, Castela e Leão, Extremadura e Galiza, regiões com as quais foram assinados memorandos idênticos.

O documento foi assinado pelo presidente do instituto Camões, Luís Faro Ramos, e pelo Conselheiro (correspondente aos secretários regionais em Portugal) da Educação da Junta (Governo regional) de Castela e Leão, Fernando Rey Martínez.

Este memorando de entendimento enquadra-se na política do Governo de alargar o ensino da língua portuguesa no nível básico, anunciado pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros na apresentação da rede de ensino do português no estrangeiro.