«Sociedade sustentável para todas as idades exige combate permanente contra discurso de segregação geracional» - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2017-09-21 às 10h22

«Sociedade sustentável para todas as idades exige combate permanente contra discurso de segregação geracional»

Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, na abertura da Conferência Internacional das Nações Unidas

«Uma sociedade sustentável para todas as idades exige um combate permanente contra o discurso de segregação geracional, promovendo a solidariedade e respostas solidárias, em particular no domínio da relação entre gerações», afirmou o Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, na abertura da Conferência Internacional das Nações Unidas «Uma sociedade sustentável para todas as idades: realizar o potencial de viver mais tempo».

O Ministro referiu que «em 2017, 15,4% da população na região da Comissão Económica das Nações Unidas para a Europa tinha 65 anos comparando com os cerca de 13% em 2002. As tendências atuais indicam que, até 2030, as pessoas com 65 anos ou mais vão representar mais de um quinto da população» desta região.

«Este aumento da esperança de vida terá de ser acompanhado pela qualidade de anos de vida», disse Vieira da Silva acrescentando que «as pessoas devem envelhecer com dignidade e segurança, disfrutando a vida através da plena realização dos direitos humanos e liberdades fundamentais».

Envelhecer com dignidade e segurança

Assim, «o aumento da esperança de vida deve ser perspetivado como uma verdadeira conquista da humanidade, um importante sinal de progresso e de enriquecimento civilizacional».

Aos Estados, colocam- os desafios de «políticas inclusivas e sustentáveis para as pessoas de todas as idades, que possam garantir vidas saudáveis e promover o bem-estar, alcançando a igualdade de género, promovendo a adaptação dos mercados de trabalho, dos sistemas de proteção social e dos serviços de saúde e de cuidados, garantindo também a sua sustentabilidade futura».

A Conferência terminará com a adoção da Declaração Ministerial de Lisboa 2017 que incluirá as linhas orientadoras de atuação dos Estados-membros da região para os próximos cinco anos.

O Ministro disse esperar que se possam alcançar resultados positivos que possam alimentar a revisão global do Plano de Ação Internacional sobre o envelhecimento, em 2018.

Esta Conferência Ministerial da Comissão Económica das Nações Unidas para a Europa sobre o Envelhecimento contou com a participação dos países de língua portuguesa, num total de 55 Estados. A sessão de abertura contou com a presença do Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes.

 

Foto: Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, na abertura da Conferência Internacional das Nações Unidas «Uma sociedade sustentável para todas as idades: realizar o potencial de viver mais tempo», Lisboa, 21 setembro 2017 (Foto: Tiago Petinga/Lusa)