Testes para deteção precoce de VIH e hepatite já estão disponíveis nalgumas farmácias - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2018-10-10 às 12h42

Testes para deteção precoce de VIH e hepatite já estão disponíveis nalgumas farmácias

Os primeiros testes para deteção precoce de VIH e hepatite já estão disponíveis nalgumas farmácias em Cascais, sendo depois alargados, progressivamente, a outras zonas do País.

Em declarações à agência de notícias Lusa, o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, afirmou que Cascais é a primeira localidade em Portugal a aplicar os testes rápidos de rastreio da infeção por VIH e por vírus da hepatite C e B, nas farmácias comunitárias e nos laboratórios de patologia e análises clínicas.

O Secretário de Estado disse ainda que os profissionais das farmácias de Cascais já tiveram formação ministrada pela Ordem dos Farmacêuticos para realizar os testes, fazer aconselhamento diferenciado e identificar fatores de risco. Fernando Araújo afirmou, contudo, que o objetivo é, até ao final do ano, os utentes poderem comprar os testes nas farmácias e realizá-los em casa.

A medida insere-se no propósito do Governo em aumentar a deteção precoce da infeção por VIH e das hepatites virais e transformar Portugal «num País livre da epidemia VIH/sida», em 2030.

Almada, Amadora, Loures, Oeiras, Odivelas, Portimão e Sintra serão os próximos municípios a assinar o compromisso «via rápida para eliminar o VIH», já implementado em Cascais, em Lisboa e no Porto.

Fernando Araújo destacou ainda a importância de reduzir a incidência de infeções sobretudo em Lisboa, que detém metade dos novos casos de VIH de todo o País.

Apesar de, nos últimos anos, ter havido uma redução significativa da doença em Portugal, o número de casos permanece superior à média europeia.
Áreas:
Saúde