Serviço Nacional de Saúde tem «profissionais muitíssimo motivados e empenhados em servir bem» - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2019-03-13 às 13h21

Serviço Nacional de Saúde tem «profissionais muitíssimo motivados e empenhados em servir bem»

Primeiro-Ministro António Costa e Ministra da Saúde, Marta Temido, na inauguração da Unidade de Saúde Familiar Beira Tejo, Abrantes,13 março 2019
O Primeiro-Ministro António Costa e a Ministra da Saúde, Marta Temido, visitaram as novas instalações do serviço de medicina física e de reabilitação e obras em curso no bloco operatório de obstetrícia e no bloco operatório central do Hospital Distrital de Santarém, uma unidade do Serviço Nacional de Saúde.

O Primeiro-Ministro destacou ter encontrado «profissionais muitíssimo motivados e empenhados em servir bem os utentes», nomeadamente no serviço de medicina física e de reabilitação, que foi remodelado para se tornar mais moderno, eficiente e apto a receber mais utentes e a englobar novas valências, num investimento que ascendeu a 350 mil euros.

A visita permitiu ainda avaliar o andamento dos trabalhos no novo bloco operatório e do bloco de partos, que estarão concluídos em setembro. O investimento nos novos blocos supera os 6,5 milhões de euros e vai permitir aumentar a capacidade no bloco operatório central, alargar até 25% a cirurgia de ambulatório e recuperar os cerca de 1500 partos anuais que se realizavam antes do encerramento do bloco de partos.

6,5 milhões de investimento

Estes três investimentos, divididos por quatro milhões em obras e 2,4 milhões em equipamentos, foram suportados parcialmente por fundos comunitários.

O bloco operatório, com cinco salas, permitirá reduzir as listas de espera e cumprir as metas assistenciais, prevendo-se um aumento da atividade cirúrgica de 25% a 35%. A sua conclusão permitirá ainda libertar espaço da unidade de cirurgia de ambulatório, que verá a sua atividade aumentar em 25%.

No bloco de partos, que ficará dotado de salas para cesarianas e de quartos individuais, o objetivo é aumentar o número de partos de 1 100 para 1 500.

O hospital tem ainda outros investimentos em curso, como a reestruturação da rede informática, um investimento de 650 000 euros.

O Hospital de Santarém tem igualmente projetos para instalação do Gabinete Médico-Legal e Forense da Lezíria do Tejo, cujo concurso está em preparação, e para comprar um equipamento de ressonância magnética, um investimento de 2,5 milhões de euros (obra e equipamento), está em fase de candidatura aos fundos comunitários.

O Primeiro-Ministro recordou que o Serviço Nacional de Saúde teve mais 1 300 milhões de euros nesta legislatura, que permitiram, entre outras coisas, a contratação de 9 000 profissionais, entre os quais 2 400 médicos, e o esforço para «melhorar as condições de carreira e de trabalho».

António Costa afirmou que a entrada de 2 400 médicos no Serviço Nacional de Saúde, «traduz-se a nível nacional, nestes últimos três anos, numa redução de 14% para 7% do universo da população que ainda não tem medico de família», sendo preciso continuar a trabalhar e a investir «para alcançar o objetivo de assegurar a todas e a todos os portugueses o seu médico de família».

Unidade de Saúde Familiar Beira Tejo

O Primeiro-Ministro e a Ministra da Saúde presidiram também à inauguração da Unidade de Saúde Familiar Beira Tejo, no Rossio ao Sul do Tejo, Abrantes, que representou um investimento superior a 400 mil euros.

A abertura da USF Beira Tejo permitiu inverter uma taxa de 43% de utentes sem médico de família em Abrantes, em dezembro de 2013, contra os atuais 8%.

Esta USF, agora num novo edifício, vem substituir a extensão de saúde que funcionava num prédio de habitação com condições deficientes. 

A unidade serve já 1800 utentes inscritos e estima-se que venha a abranger 11 600 utentes da região a sul de Abrantes.

A unidade tem quatro gabinetes médicos, dois de enfermagem e uma sala de tratamento. A USF tem na sua equipa quatro médicos de família, cinco enfermeiros e cinco secretários clínicos.