Reforço de meios nos hospitais e centros de saúde para responder ao pico da gripe - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2018-01-06 às 12h14

Reforço de meios nos hospitais e centros de saúde para responder ao pico da gripe

Primeiro-Ministro António Costa e Ministro da Saúde Adalberto Campos Fernandes visitam serviço de urgências do Hospital de Santa Maria, Lisboa, 6 janeiro 2018 (Foto: Paulo Vaz Henriques)
O Primeiro-Ministro, António Costa, afirmou que, «quer ao nível hospitalar, quer ao nível dos centros de saúde, têm vindo a ser reforçados os meios, e também na linha Saúde 24», ou seja, «estamos preparados o melhor possível para enfrentar esta situação» de baixas temperaturas e aumento dos casos de gripe.

Estas declarações foram feitas aos jornalistas no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, onde visitou o serviço de urgência com o Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, e com a Secretária de Estado Adjunta do Primeiro-Ministro, Mariana Vieira da Silva.

O Primeiro-Ministro disse ainda: «Estamos a aumentar as camas e há cerca de 160 centros de saúde que, ao longo do fim-de-semana, estarão a funcionar nas diferentes administrações».

«Os conselhos que temos dado são sempre os mesmos: em primeiro lugar, cuidados individuais de proteção; em segundo lugar, contacto sempre através da linha Saúde 24», lembrou também.

António Costa sublinhou que «o SNS tem demonstrado capacidade de elasticidade e flexibilidade necessária para responder a este aumento de pressão».

E concluiu, anunciando que «foi autorizado, por parte do Ministério das Finanças, um reforço da contratação de enfermeiros até ao final de março, para termos uma capacidade acrescida de resposta neste momento de crise».