Saltar para conteúdo

Notícias

2019-06-07 às 14h18

Reforço de autonomia, flexibilização curricular e descentralização foram as grandes reformas na Educação

Primeiro-Ministro António Costa e Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, inauguram a requalificação da Escola Básica e Secundária da Batalha, 7 junho 2019
O Primeiro-Ministro António Costa inaugurou a requalificação da Escola Básica e Secundária da Batalha, na qual afirmou que o projeto desta escola concentra as «três principais reformas que foram feitas na educação nesta legislatura: o reforço de autonomia, flexibilização curricular e descentralização».

«Aquilo que vimos nesta escola», que integrou um projeto-piloto, «transforma radicalmente aquilo que é a aprendizagem», referindo-se aos alunos do 4.º ano que fazem exercícios de programação de pequenos robôs.

«Conseguimos antecipar o que eles vão ser capazes de fazer quando chegarem ao 12.º ano», disse, acrescentando que com o modelo ali aplicado é mais fácil responder «àquela dúvida que muitas vezes tivemos na escola: 'Mas para que é que isto serve?'». 

O Primeiro-Ministro afirmou que «desta forma aprendemos melhor, percebendo o que estamos a aprender e para que é que serve o que estamos a aprender. Esse esforço, feito desde o 1.º Ciclo, seguramente dará enorme sucesso no 2.º Ciclo, no 3.º Ciclo e no ensino secundário».

«Aquilo que hoje sabemos é que nada saberemos sobre o futuro», pelo que «temos de ter a dúvida metódica ao longo da vida e ter disponibilidade para continuar sempre a aprender», disse, lembrando que a Comissão Europeia quantifica «em 30% as crianças que estão hoje nas escolas e que vão exercer funções que não estão hoje sequer inventadas».

Assim, «não nos podemos limitar a ensinar para as profissões que existem. Vamos ter de formar para aprender aquilo que não sabemos sequer que vai ser, no futuro, necessário saber. No futuro vamos ter de voltar a aprender coisas que hoje não sabemos que já existem. Essa é a função fundamental da escola», sublinhou.

A requalificação da escola da Batalha representou um investimento global superior a 4,5 milhões de euros, contando com apoio de fundos comunitários num valor de 2,3 milhões de euros.

O Ministro de Educação, Tiago Brandão Rodrigues, que acompanhou o Primeiro-Ministro na inauguração da reuqalificaçãoda escolada Batalha, inaugurou, à tarde, as obras de requalificação da Escola Básica e Secundária de Paredes de Coura, um investimento de 2,5 milhões de euros também resultante de um acordo de colaboração entre entre a área da Educação e o município.

Nesta cerimónia foi ainda assinado um contrato-programa, entre a área da Educação e Câmara Municipal de Paredes de Coura, para a requalificação das infraestruturas desportivas desta escola, onde estudam cerca de 500 alunos.