Saltar para conteúdo

Notícias

2018-12-10 às 21h42

Projeto de cooperação em São Tomé e Príncipe é «investimento na segurança de Portugal» e «de um país amigo»

Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, com guarnição do navio patrulha Zaire, São Tomé e Príncipe, 10 dezembro 2018
O Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, visitou o Projeto de Cooperação no Domínio da Defesa que está a ser desenvolvido em São Tomé e Príncipe e o navio patrulha Zaire. 

Na sua primeira visita a um contingente português, o Ministro destacou o trabalho dos militares portugueses na formação e capacitação da Guarda Costeira de São Tomé, um projeto que teve inicio em 2018, assente num novo modelo de cooperação que irá continuar em 2019. Deixou ainda uma palavra de apreço nesta quadra natalícia. 

O Ministro disse que, à medida que os militares são-tomenses derem mostras de «capacidade e competências necessárias», será reavaliado o futuro do navio Zaire. Para João Gomes Cravinho, esta cooperação representa um investimento «que é simultaneamente na segurança de Portugal e um investimento na segurança de um país amigo». 

No Golfo da Guiné, «há ameaças e dificuldades que se estão a manifestar de forma cada vez mais intensa» ao nível da segurança marítima», referiu o Ministro, acrescentando que «a segurança de Portugal é afetada negativamente pela insegurança» naquela região. 

«Vivemos num contexto internacional conturbado e a segurança de Portugal não é uma segurança que se possa limitar ao território do país, precisa do nosso enquadramento internacional, é a NATO, é a União Europeia, a CPLP e os países amigos», afirmou ainda.

«Nós sabemos que vir em missão para São Tomé e Príncipe é agradável, mas também sabemos que estar longe da família nesta altura do ano pode ser também difícil do ponto de vista pessoal», referiu João Gomes Cravinho, agradecendo o trabalho na formação dos militares e em ações conjuntas de fiscalização marítima.

O projeto de vigilância e fiscalização dos espaços marítimos de São Tomé e Príncipe, com o navio patrulha Zaire, vai prolongar-se em 2019, renovável por períodos de um ano.