Saltar para conteúdo

Notícias

2018-04-11 às 17h23

Programa Escola Azul alargado à prática dos desportos náuticos em 2019

Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, na assinatura de um protocolo entra a autarquia de Viana do Castelo e a empresa Nelo, Viana do Castelo, 11 abril 2018
A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, afirmou que o programa Escola Azul vai ser alargado à prática dos desportos náuticos em 2019, permitindo aos jovens do interior ter um primeiro contacto com o mar.

Em Viana do Castelo, na assinatura de um protocolo para a criação de uma base naval de treinos de barcos de vela, a Ministra referiu que o projeto-piloto vai envolver quatro municípios do litoral e municípios do interior.

«Temos intenção de apresentar este projeto ainda durante o verão, para que possa começar a ser implementado no próximo ano. Trata-se de estender também a Escola Azul à utilização dos desportos náuticos e a todo o País», disse.

Ana Paula Vitorino acrescentou que o objetivo é garantir que as crianças e jovens do interior «possam ter acesso a todas estas possibilidades que lhes façam ter um primeiro contacto com o mar, um primeiro contacto com os desportos náuticos».

O programa Escola Azul foi lançado em fevereiro com o objetivo de reforçar a ligação do setor do mar às escolas, contribuindo para a criação de gerações mais conscientes da importância do mar.

Promover contacto com todo o território

A Ministra afirmou ainda que estão a ser escolhidos os municípios do interior para que depois se possa promover um intercâmbio para que as crianças e jovens do litoral também possam ir para o interior e «ter um valor acrescentado na sua formação e no contacto com todo o território».

O investimento no primeiro ano do projeto ronda os 100 mil euros e Ana Paula Vitorino sublinhou que este é um programa «muito importante para a formação das futuras gerações e para incentivar a ligação ao mar de todos os portugueses» e não apenas os do litoral.

Para se tornar Escola Azul, as instituições devem desenvolver projetos sobre o oceano, integrar alunos de diferentes idades, envolver diferentes disciplinas, responsabilizar alunos e professores e interagir com o setor do mar.

O Escola Azul quer distinguir, estimular e apoiar as escolas portuguesas a trabalhar temas ligados ao oceano, integrar numa estratégia única e concertada os diferentes projetos e ações de literacia do oceano e reforçar a intervenção entre o setor e a comunidade escolar.