Saltar para conteúdo

Notícias

2019-05-16 às 19h07

Portugal mantém apoio a Cabo Verde na minimização do impacto turístico no ordenamento das ilhas

A Secretária de Estado do Ordenamento do Território e Conservação da Natureza, Célia Ramos, afirmou que Portugal vai continuar a ajudar Cabo Verde a minimizar o impacto negativo do turismo no ordenamento das ilhas mais visitadas.

No Sal, a ilha mais turística de Cabo Verde, a Secretária de Estado referiu «o grande problema da habitação que existe», com assentamentos informais que resultam da procura de emprego no setor do turismo.

«Tem havido um crescimento exponencial destas estruturas», pelo que «esse foi um problema que tivemos de acudir em primeiro lugar», acrescentou Célia Ramos, em declarações à agência Lusa, referindo que o apoio técnico de Portugal tem permitido melhorias ao nível da água, esgotos, eletricidade e pavimentação.

A Secretária de Estado afirmou ainda: «Cabo Verde não estava preparado para receber esta carga turística e, por isso, foram surgindo problemas ambientais graves», nomeadamente ao nível dos resíduos, área em que o Fundo Ambiental português está a apoiar o Executivo cabo-verdiano.

E concluiu: «O grande desafio é ao nível da água e dos resíduos porque há muita produção, mas esta é uma área em que Portugal quer continuar a apoiar Cabo Verde», através de uma parceria técnica entre a área de governação do Ambiente e Transição Energética e o Governo cabo-verdiano.

A visita oficial a Cabo Verde teve início no dia 15 de maio. No dia 17, Célia Ramos desloca-se à Boa Vista, onde visitará o Bairro de Boa Esperança, onde moram a maioria dos trabalhadores dos empreendimentos turísticos de luxo do país.