Saltar para conteúdo

Notícias

2019-07-24 às 18h28

Portugal lança Centro Unesco para estimular formação de docentes e investigadores dos países africanos lusófonos

Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, no lançamento do Centro Unesco para estimular formação de docentes e investigadores dos países africanos lusófonos, Lisboa, 24 julho 2019 (Foto: João Bica)
O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, participou na cerimónia de lançamento do Centro LP: um Centro Unesco de categoria 2, em colaboração com Países de Língua Portuguesa e com o Consórcio de Escolas de Engenharia e o Consórcio de Escolas de Ciências Agrárias para estimular formação de docentes e investigadores dos países africanos de Língua Portuguesa.

«É um passo importante na relação entre Portugal e os PALOP: estimular formação de mais docentes e investigadores», referiu o Ministro na cerimónia em Lisboa, acrescentando que este centro «tem também o objetivo de dotar as instituições científicas, porque a cooperação científica tem de ser feita em dois sentidos».

Portugal «tem uma capacidade crescente para formar investigadores e docentes africano» mas Manuel Heitor sublinhou também a responsabilidade social e moral de «ajudar a capacitar as instituições em África.

«O programa pretende apoiar 40 bolsas de doutoramento e quatro investigadores, num esforço de 750 mil euros por ano que, cumulativamente ao fim de cinco anos, representa 3,5 milhões de euros para esta dupla função de formar e capacitar as instituições científicas», disse Manuel Heitor.

As engenharias e as ciências agrárias serão as primeiras áreas a beneficiar deste programa, seguindo-se depois pela biodiversidade e pelas alterações climáticas.

O Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira, também esteve presente na cerimónia.