Plataforma ERIHS.pt tem como objetivo inovar na conservação e reabilitação do património - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2018-01-10 às 16h55

Plataforma ERIHS.pt tem como objetivo inovar na conservação e reabilitação do património

Ministros da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, e da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, na apresentação da plataforma ERIHS.pt, Évora, 19 janeiro 2018 (Foto: Nuno Veiga/Lusa)
Os Ministros da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, participaram na apresentação da ERIHS.pt, a plataforma portuguesa da Infraestrutura Europeia para as Ciências do Património (European Research Infrastructure for Heritage Science – ERIHS), cujo objetivo é inovar na área da conservação e reabilitação do património.

«Nesta plataforma, em que se reúnem três equipamentos científicos e culturais da maior importância para o País, com eixo no Laboratório Hercules e com projeção numa plataforma europeia, estamos a fazer um trabalho conjunto entre Ciência e Cultura na área específica do património», afirmou Luís Filipe de Castro Mendes, em Évora.

O Ministro acrescentou: «Com este projeto, estamos a começar da melhor maneira o Ano Europeu do Património 2018, no qual Portugal vai trabalhar e empenhar-se».

«O projeto permite aliar o trabalho científico sobre a arte com a conservação do património nacional e a sua abertura ao público e melhor fruição», disse Luís Filipe de Castro Mendes.

Estímulo ao emprego científico

«Começar o Ano Europeu do Património com mais ciência e mais conhecimento, e com uma rede orientada para o emprego científico e para estimular o emprego qualificado na área do património, é sempre uma boa notícia», referiu Manuel Heitor.

O Ministro sublinhou que a plataforma consiste numa rede pública, o que é de valorizar, pois «implica mais conhecimento de interesse público, aberto a todos».

«Este projeto tem características simbólicas, mas também muito pragmáticas, naquilo que é o interesse público em criar emprego, valorizando uma área particularmente estruturante para Portugal, como a da conservação e reabilitação patrimonial», acrescentou.

Manuel Heitor afirmou que «o investimento da Ciência nesta rede foi muito grande. A ERIHS.pt é hoje uma realidade e, durante os próximos anos, poderá estimular um centro de emprego qualificado também aqui em Évora».

Acesso gratuito a tecnologia de ponta

O ERIHS.pt resulta de uma parceria entre o Laboratório Hercules, da Universidade de Évora, o Laboratório Nacional de Engenharia Civil e o Laboratório José de Figueiredo da Direção-Geral do Património Cultural, num financiamento de 1,2 milhões de euros, com verbas nacionais e comunitárias.

Estes três laboratórios portugueses de conservação e reabilitação do património vão permitir o acesso gratuito de investigadores, instituições e empresas à sua tecnologia de ponta e recursos para o desenvolvimento de projetos de investigação.

Coordenada pelo Hercules, a Plataforma vai garantir, através de dois concursos anuais, o acesso gratuito da comunidade científica, de entidades públicas e privadas e de empresas, quer as infraestruturas analíticas físicas dos três laboratórios, quer ao laboratório móvel do centro de investigação da Universidade de Évora.

O primeiro desses concursos foi aberto hoje e os interessados podem submeter as suas propostas de projetos na área da conservação e reabilitação patrimonial até 28 de fevereiro.