Saltar para conteúdo

Notícias

2019-07-31 às 17h32

Novo Complexo de Neurointervenção «é muito importante para o futuro»

Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, na inauguração do Complexo de Neurointervenção da Cruz Vermelha Portuguesa, Vila Nova de Gaia, 31 julho 2019 (Foto: Estela Silva/Lusa)
O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, afirmou que o novo Complexo de Neurointervenção da Cruz Vermelha Portuguesa, destinado a pessoas com demência, «é muito importante para o futuro».

Em Vila Nova de Gaia, na cerimónia de inauguração da infraestrutura, o Ministro sublinhou que este complexo «não se limita a dar uma resposta social clássica». «Serve como unidade de demonstração e de ensino a outras instituições», acrescentou.

Vieira da Silva destacou a aposta no apoio ao domicílio e nos instrumentos de apoio à readaptação das pessoas a uma nova realidade como elementos diferenciadores e que poderão vir a ser replicados no resto do País.

«Este equipamento é muito importante para o futuro. Se funcionar bem, vai ensinar muita gente a melhorar a vida das mulheres e homens que defrontam este desafio», disse.

O Ministro afirmou ainda que «a sociedade portuguesa passa a ter um polo de demonstração, alicerçada em cooperações muito interessantes nacionais e internacionais, com instituições de referência».

O Complexo de Neurointervenção da Cruz Vermelha vai abrir em outubro, tem 28 quartos e capacidade para receber 400 pessoas com demência e prestar 60 domicílios por ano. A obra representou um investimento de um milhão e meio de euros e o Estado financiará anualmente o complexo com 1,2 milhões de euros. Na primeira fase, empregará 50 profissionais.