Saltar para conteúdo

Notícias

2019-09-04 às 15h23

Nova Loja de Cidadão do Saldanha «era essencial»

Ministra da Presidência e Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva, visita Loja de Cidadão do Saldanha, Lisboa, 4 setembro 2019 (Foto: João Bica)
A Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva, afirmou que a nova Loja de Cidadão do Saldanha, cuja abertura ao público decorreu no dia 2 de setembro, «era essencial», numa visita a este espaço, em Lisboa.

«O objetivo é ter uma resposta presencial que satisfaça cada vez mais pessoas», acrescentou a Ministra, referindo-se a uma das inovações desta Loja de Cidadão, que integra uma equipa de mediadores da Câmara Municipal de Lisboa que acompanham os processos com necessidade de tratamento presencial.

Ainda a este respeito, Mariana Vieira da Silva disse: «Nesta Loja, há mediadores da Câmara de Lisboa que ajudam» as pessoas que não conseguem tratar dos seus assuntos através da Internet, o que «é muito importante».

«Temos muitas vezes, e em agosto assinalámos isso, pessoas a vir tratar presencialmente serviços que podiam tratar online. Pedir um documento que nem sequer precisavam», exemplificou a Ministra.

E lembrou as medidas que o Governo já tomou para enfrentar as necessidades de agilização da elaboração dos Cartões de Cidadão, como a criação de Espaços de Cidadão e de plataformas online: «Desde então, mais de 50 mil pessoas deixaram de estar nas filas».

A outra novidade da Loja de Cidadão do Saldanha é a distribuição antecipada de senhas. Neste espaço trabalham 150 funcionários distribuídos por dezenas de serviços. Segundo previsões oficiais, deverão ser atendidas cerca de 700 mil pessoas por ano nesta Loja.