Museus e cinemas com mais público em 2017 - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2018-12-12 às 12h12

Museus e cinemas com mais público em 2017

Museu Nacional Machado de Castro em Coimbra
Em 2017, o número de visitantes dos museus portugueses cresceu 10,6% em relação ao ano anterior, tendo atingido 17,2 milhões de visitantes, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística. 

Do total de visitantes, 45% eram estrangeiros (7,7 milhões de pessoas), 10,2% estavam inseridos em grupos escolares, mais de metade (59,8%) visitou as exposições temporárias dos museus, e 30,4% entraram gratuitamente. 

Os tipos de museus que tiveram maior número de visitantes foram os de arte (30,0%) seguidos dos de história (26,3%) e dos museus especializados (13,7%).

Estes números dizem respeito aos 430 museus que o INE considerou na sua estatística dos 680 museus em atividade.

Dos 19,1 milhões de bens que constituíam o acervo dos museus, 30,3% eram bens arqueológicos, 27,8% bens bibliográficos e arquivísticos, 15,3% eram bens artísticos e históricos e os outros bens, nos quais estão incluídos os bens de filatelia e de fotografia, representavam 17,8%.

Do total de bens, 22,2% pertenciam aos museus de ciências e de técnicas, 20,4% aos museus de território e 13,2% aos museus de arqueologia.

Aumento do número de espectadores de cinema

Em 2017, realizaram-se mais 2,4% de sessões de cinema (15,3 mil sessões), verificando-se também acréscimos no número de espectadores (+4,6%) e nas receitas de bilheteira (+5,7%). 

Foram exibidos 1 100 filmes (dos quais 372 em estreia), tendo-se realizado 665 841 sessões de cinema, às quais assistiram 15,6 milhões de espectadores e nas quais foram faturadas 81,7 milhões de euros de receitas de bilheteira.

O número de espectadores de cinema, em 2017, aumentou 4,6% (mais 685,4 mil relativamente ao ano anterior), prosseguindo o crescimento iniciado em 2015.

As receitas de bilheteira, no ano em análise registaram um aumento de 4,4 milhões de euros face a 2016, confirmando a inversão da tendência iniciada em 2015. A receita por espectador após sucessivos aumentos até 2012, não varia desde 2013, situando-se em 5,2 euros.

Do total de filmes exibidos, 22% eram norte-americanos, correspondendo a 60,1% das sessões, 67,9% de espectadores e a 68,3% do total das receitas de bilheteira. 

As coproduções corresponderam a 33,8% dos filmes exibidos, a 32,2% das sessões, a 27,2% de espectadores e a 27,0% de receitas de bilheteira. 

Os filmes europeus representaram 36,6% dos filmes, 7,1% das sessões realizadas, 4,4% do total de espectadores, e 4,2% das receitas de bilheteira.

Em 2017, o cinema português contribuiu com 177 filmes (16,1% do total) exibidos em 2,8% das sessões, nas quais estiveram presentes 2,0% do total de espectadores, contribuindo para 1,8% de receitas de bilheteira. 

O número de recintos de cinema que enviaram informação ao Instituto do Cinema e do Audiovisual foi de 173, contendo 571 écrans e 108 435 lugares.

Tags:
museus, cinema
Áreas:
Cultura