Saltar para conteúdo

Notícias

2019-05-23 às 13h42

Governo quer definir estratégia nacional para o 5G em setembro

Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, Alberto Souto de Miranda, na cerimónia que assinalou a ligação em fibra ótica de seis concelhos no Maciço Central da Serra da Estrela, Covilhã, 23 maio 2019
O Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, Alberto Souto de Miranda, afirmou que o Governo tem o objetivo de promover uma conferência para definir a estratégia nacional para a cobertura de internet 5G em setembro, «depois de terminado o périplo pelo País».

Na Covilhã, numa cerimónia que assinalou a ligação em fibra ótica de seis concelhos (Fundão, Covilhã, Gouveia, Seia, Manteigas e Oliveira do Hospital) no Maciço Central da Serra da Estrela, que garantirá a cobertura em 85% deste território num total de 77 mil quilómetros de fibra ótica, o Secretário de Estado realçou que «o interior não pode viver sem serviços públicos e sem acesso a comunicações».

«Para este Governo, é essencial que os serviços de proximidade se mantenham. Reabrimos tribunais, reabrimos centros de saúde e estancámos o fecho de estações de correio. Este Governo dará todo o apoio para que a internet chegue a todo o lado», acrescentou Souto de Miranda, sublinhando a importância do lucro social a par do empresarial.

O centro de instalação da rede de fibra ótica, num projeto da Altice, é «fundamental para dar resposta ao armazenamento dos dados». «O Governo não coloca antenas, não constrói redes, nem cria aplicações, mas quer criar as condições para as empresas e as universidades do País o possam fazer», destacou.

O projeto em causa tem o objetivo imediato de aumentar a inclusão digital, o acesso a serviços avançados e o desenvolvimento social das populações abrangidas e vai permitir criar novas oportunidades de emprego, potenciar a fixação de pessoas e empresas e tornar o território mais atrativo.