Saltar para conteúdo

Notícias

2019-09-27 às 11h26

Governo prevê que receitas do Turismo ultrapassem os 17 mil milhões de euros em 2019

A receita turística em Portugal deverá subir este ano 6%, ultrapassando os 17 mil milhões de euros, e o número de hóspedes deverá atingir os 27 milhões pela primeira vez, mais dois milhões do que em 2018, prevê a Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

A propósito do Dia Mundial do Turismo, a Secretária de Estado do Turismo, disse à agência Lusa que segundo a avaliação que recebeu dos hoteleiros em várias regiões do País, os meses de agosto e setembro foram «de boa procura». 

«Se mantivermos este ritmo de crescimento, até ao final do ano, chegaremos aos 27 milhões de turistas em Portugal, depois de termos chegado aos 25 milhões em 2018», disse.

Ana Mendes Godinho sublinhou que Portugal está a registar, este ano, «um crescimento acumulado de janeiro a julho de 7,2%, em termos de hóspedes, e de 7,3% em termos de proveitos hoteleiros», negando que exista um abrandamento na atividade turística. «Não há um verdadeiro abrandamento. O ano passado tínhamos crescido 5% em termos de hóspedes. O que está a acontecer é que estamos a crescer mais nos meses de época baixa do que nos de época alta», disse ainda.

Para Ana Mendes Godinho, esta realidade - que reflete a aposta em ter Turismo ao longo de todo o ano - permite ainda que o crescimento do emprego seja constante e estável e não apenas «com picos sazonais».

«Crescemos, nos últimos três anos, 45% em termos de receita turística. De janeiro a julho já tivemos uma receita turística superior à [registada] em 2013», explicou a Secretária de Estado, acrescentando que os turistas têm deixado mais valor em Portugal devido à forte «aposta na diversificação de mercados».

A Secretária de Estado do Turismo referiu também que para este crescimento contribuiu a abertura de novas ligações e rotas aéreas para «mercados onde não tínhamos uma presença muito forte».

Segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística, no período acumulado entre janeiro e julho de 2019, os hóspedes estão a crescer 7,2%, (para um total de 14,95 milhões) enquanto as dormidas aumentaram 4,2% (para 38,7 milhões).

Nos primeiros sete meses do ano, os proveitos totais aumentaram 7,3% (para 2.320 milhões de euros) e os de aposento cresceram 6,9% (para 1.727,2 milhões de euros).