Governo paga 40 milhões de euros a agricultores até ao final do ano - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2017-12-22 às 15h19

Governo paga 40 milhões de euros a agricultores até ao final do ano

Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos
O Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, afirmou que o Governo vai pagar 40 milhões de euros até ao final do ano aos mais de 20 mil pequenos agricultores que apresentaram candidaturas com prejuízos até cinco mil euros na sequência dos incêndios de outubro.

Luís Capoulas Santos referiu que os agricultores (ver balanço no documento em anexo) vão receber a verba entre 27 e 29 de dezembro, seja através de transferência bancária, vale dos correios ou cheque carta.

Os mais de seis mil agricultores que entregaram prejuízos até 1053 euros vão receber na totalidade o valor apresentado (3,7 milhões de euros), enquanto os mais de 14600 agricultores que apresentaram prejuízos entre 1054 a 5000 euros vão receber 75% do valor total das candidaturas. Os restantes 25% serão pagos no início de 2018, após validação dos controlos.

«Trata-se de um grande esforço financeiro só para estes agricultores, a que se junta uma dotação disponível de mais 25 milhões de euros para aqueles que tiveram prejuízos superiores a cinco mil euros e até 400 mil euros», acrescentou Capoulas Santos.

O Ministro realçou que os processos das candidaturas dos prejuízos superiores são «mais complexos» e vão começar a ser analisados assim que terminar o prazo (22 de dezembro). «Pensamos, num curto prazo de tempo, ter também estes montantes mais elevados com os pagamentos efetuados», acrescentou.

«Além destes apoios, disponibilizámos ainda outros para a alimentação animal, com 4500 toneladas de alimentos para animais, sobretudo para ruminantes, cabras, ovelhas, vacas, e também cerca de 200 toneladas de açúcar para as abelhas que irão beneficiar cerca de 400.000 colmeias», disse.

Os incêndios de 2017 afetaram um total de 23709 agricultores.