Autonomia e Flexibilização Curricular a alargar de forma sólida - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2018-01-15 às 16h37

Autonomia e Flexibilização Curricular a alargar de forma sólida

Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, na conferência nacional sobre o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Lisboa, 15 janeiro 2018
O Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, afirmou que o Governo tem o objetivo de alargar de forma sólida o projeto piloto de flexibilização e autonomia curricular, já em curso em 230 comunidades educativas.

Na conferência nacional sobre o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, em Lisboa, o Ministro referiu que o Governo está «a monitorizar o projeto piloto para criar as fundações para que o passo seja sólido», acrescentando que há «um conjunto alargado de outras comunidades que querem estar presentes».

A flexibilização curricular permite, por exemplo, a organização dos tempos escolares, sendo conferida às escolas a oportunidade de gerir até 25% da carga horária por ano de escolaridade prevista em cada uma das matrizes.

Escola de futuro

O Ministro da Educação destacou que a flexibilização curricular das escolas e o perfil do aluno são instrumentos importantes para uma escola de futuro.

«Tenho visitado inúmeras escolas que estão já neste projeto piloto de autonomia e flexibilização curricular e sinto os alunos aplicados e a trabalhar transversalmente com a ideia. Permitimos à escola que use 25 por cento do seu currículo num tema em concreto ou a trabalhos de grupo», acrescentou.

O novo Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória está em vigor deste julho e é «uma matriz comum para todas as escolas» e define os valores, as competências e os princípios que devem orientar a aprendizagem.