Saltar para conteúdo

Notícias

2019-09-09 às 18h13

Estatuto especial levou 150 médicos para territórios do interior

O Ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, afirmou que a medida do Governo de «criar um estatuto especial para médicos que quisessem estar a trabalhar em territórios menos favorecidos já permitiu levar 150 médicos para territórios onde normalmente não existem preferências».

Antes da reunião de Secretários de Estado, que se realizou na Secretaria de Estado da Valorização do Interior em Castelo Branco, o Ministro referiu que esta medida está incluída no plano de valorização do interior que pretende apoiar a mobilidade de funcionários públicos para os territórios do interior.

«Entendemos que, em alguns momentos, é preciso criar incentivos e vencer alguma inércia. É mais fácil atrair pessoas do estrangeiro para virem viver para Castelo Branco do que pessoas de Lisboa. E essas são perceções que temos de mudar», acrescentou.

Pedro Siza Vieira destacou também a evolução positiva ao nível da diversificação da base económica e da atração de atividade económica para estes territórios mais desfavorecidos. «Nestes últimos quatro anos tivemos investimentos muito significativos nos principais polos urbanos do interior do País, criando empregos e aumentando as exportações. Este é um ponto em que claramente a vertente é muito positiva», afirmou.

O Ministro sublinhou também a atenção que está a ser dada à criação de riqueza através da atividade florestal, bem como os progressos alcançados através dos projetos-piloto que reabriram tribunais, asseguraram mobilidade de pessoal médico e potenciaram investimentos no interior.