Saltar para conteúdo

Notícias

2017-12-28 às 15h36

Emigrantes devem contribuir para promover Portugal no mundo

Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, no sexto Fórum de Graduados Portugueses no Estrangeiro, Lisboa (Foto: António Cotrim/Lusa)
O Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, afirmou que que os jovens portugueses emigrados devem contribuir para promover Portugal no mundo e participar na internacionalização do País através da inovação.

No sexto Fórum de Graduados Portugueses no Estrangeiro, em Lisboa, o Ministro referiu que «o desafio é continuarem a ser tão inovadores, abertos e cosmopolitas como as gerações anteriores».

Os emigrantes portugueses têm um papel de promoção de Portugal no mundo que permita atrair «mais investimento, mais visitantes e mais residentes» e ajudar a construir a internacionalização, sobretudo na inovação.

Augusto Santos Silva destacou que há portugueses residentes em 178 dos 194 países-membros da Organização das Nações Unidas, o que representa «uma boa medida do nível de dispersão da diáspora» e da capacidade de adaptação dos portugueses.

O Ministro sublinhou ainda que o significado de emigrante, sobretudo na União Europeia, mudou bastante por se tratar de «um espaço de estudo e trabalho supranacional». Neste âmbito, os portugueses estão numa posição privilegiada e têm um «papel essencial» no combate às divisões que ameaçam a Europa.