Saltar para conteúdo

Notícias

2019-07-24 às 13h51

Criação de emprego permanece com uma «dinâmica muito forte»

Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, na apresentação de um estudo sobre o Salário Mínimo Nacional, Lisboa, 24 julho 2019
O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, afirmou que a evolução da criação de emprego continua a ter uma «dinâmica muito forte».

No dia em que o Instituto do Emprego e Formação Profissional divulgou dados que demonstram que o número de desempregados inscritos baixou dos 300 mil pela primeira vez em mais de 28 anos, o Ministro sublinhou que «Portugal está numa fase muito positiva do mercado de trabalho e não há sinais de inversão de tendência».

Vieira da Silva destacou que os números da criação de emprego são ajudados pelo «contributo da imigração e da emigração e também com o contributo de pessoas que abandona a situação de inativos para ingressar no mercado de trabalho».

O Ministro frisou também que a redução de desempregados já não se faz com «a mesma dimensão numérica com que se fazia há um ou dois anos» e reiterou a importância de dar uma maior atenção através das políticas públicas aos desempregados que permanecem inscritos.

«Nunca houve tanta gente envolvida em políticas ativas de emprego e em formação profissional porque o País e o Governo continuam a ter uma responsabilidade muito particular com este número de desempregados», acrescentou.