Saltar para conteúdo

Notícias

2019-05-17 às 18h29

Acordo «dignifica o trabalho e melhora as condições laborais dos trabalhadores do setor»

O Ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, afirmou que o acordo alcançado entre a Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM) e o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e a ANTRAM e a Federação dos Sindicatos de Transportes e de Comunicações (Fectrans) «dignifica o trabalho e melhora as condições dos trabalhadores do setor».

Em declarações aos jornalistas, o Ministro realçou o «grande sentido de responsabilidade» e o «grande esforço» de todos os envolvidos na negociação, referindo que as empresas «estão a fazer um grande esforço para conseguir a paz social que todos desejam».

O Governo desempenhou um papel de mediação e vai continuar a acompanhar este setor, os trabalhadores e as empresas, para apoiar um setor «muito importante para a economia».

Pedro Nuno Santos acrescentou que o acordo alcançado vai proporcionar não só a desconvocação da greve mas também um momento importante da democracia – as eleições europeias – sem a tensão que poderia vir a haver se a greve prevista para dia 23 de maio não fosse desconvocada.

O Ministro referiu ainda que o País ganha com este acordo e acrescentou que «não há nenhuma razão para se viver em suspenso sobre a possibilidade de nova greve no setor».

«A primeira greve que houve, e onde fizemos o que estava ao nosso alcance, também nos deu ensinamentos. Estamos mais bem preparados para diminuir o impacto na vida dos portugueses para qualquer greve que venha a acontecer», acrescentou.