Saltar para conteúdo

Notícias

2017-03-03 às 17h01

Governo quer modelo de saúde «mais centrado na comunidade e nas pessoas»

Secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado

O Secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado, afirmou que o Governo aposta nos cuidados de saúde primários e quer «avançar para um modelo mais centrado na comunidade e nas pessoas, com apoio domiciliário e teleconsulta, que são essenciais».

Na assinatura para a construção do novo centro de saúde da Baixa da Banheira, entre a Câmara Municipal da Moita e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, o Secretário de Estado referiu que «os hospitais devem dar outro tipo de resposta».

«Quando chegámos ao Governo, fomos confrontados com esta situação de um centro de saúde sem nenhumas condições e, desde a primeira hora, ficámos convencidos de que era uma prioridade», disse Manuel Delgado.

Melhorar condições de atendimento

Em visita ao hospital do Barreiro, que terá as urgências reestruturadas num investimento de cerca de 860 mil euros, o Secretário de Estado afirmou o objetivo de melhorar as condições de atendimento dos doentes.

«Existe um conjunto de hospitais que têm as urgências com problemas e estamos a atuar para melhorar as condições de atendimento dos doentes. Temos de atacar o desconforto dos doentes», disse, referindo a meta da segunda fase, de tirar os utentes das urgências «com um trabalho ao nível dos cuidados de saúde primários».

No Barreiro, as obras vão aumentar a capacidade das salas de espera dos doentes que aguardam triagem e da urgência pediátrica, aumentar o espaço e número de gabinetes médicos e separar o atendimento dos doentes mais prioritários dos menos prioritários.

«O hospital já realizou uma experiência e reduziu o tempo de espera e é este o caminho a seguir, para evitar tempos de espera excessivos», acrescentou.