«Os números que são conhecidos (até Maio) permitem-nos confiança nas metas orçamentais» - XXI Governo - República Portuguesa

Notícias

2016-06-15 às 16h16

«Os números que são conhecidos (até Maio) permitem-nos confiança nas metas orçamentais»

Ministro das Finanças, Mário Centeno, durante a intervenção no debate do Fórum de Administradores de Empresas, Lisboa, 15 junho 2016 (Foto: Pedro Nunes/Lusa)

«Os números que são conhecidos permitem-nos confiança nas metas orçamentais a que nos propomos», afirmou o Ministro das Finanças durante um debate promovido pelo Fórum de Administradores de Empresas, em Lisboa, sobre a execução orçamental dos últimos cinco meses.

Mário Centeno referiu-se aos números do primeiro trimestre e até maio e afirmou que «a obtenção de um nível do défice tão exigente como o que está no programa orçamental é neste momento possível». «Os dados apontam nessa direção», disse.

«O rigor tem sido tarefa diária deste Governo», afirmou o Ministro, acrescentando que «os números da execução orçamental confirmam o que é uma enorme preocupação deste Governo na obtenção desta meta oficial para o país».

Caixa Geral de Depósitos

O Ministro das Finanças afirmou também que a Caixa Geral de Depósitos «é um banco público, que terá de permanecer público, e que o Governo quer que continue a ser público».

«Mas é um banco que tem de ser posto ao serviço da economia portuguesa. É esse o plano que o Governo tem», acrescentou.

Mário Centeno destacou ainda que a estabilização do sistema financeiro «é um projeto nacional, não é partidário, não é apenas do Governo» e que só se consegue com «tempo, paciência e ação».

 

Foto: Ministro das Finanças, Mário Centeno, durante a intervenção no debate do Fórum de Administradores de Empresas, Lisboa, 15 junho 2016 (Foto: Pedro Nunes/Lusa)