Saltar para conteúdo

Intervenções

2018-07-13 às 14h10

Intervenção do Ministro Adjunto no encerramento do debate do Estado da Nação

«No final de 2015, o Governo apresentou-se nesta Câmara para assumir um compromisso com o país, que se pode sintetizar numa fórmula simples: assegurar a convergência com a Europa, com mais coesão social e maior coesão territorial.

Era um compromisso sério e ambicioso, tão sério quanto era claro. Implicava que a economia crescesse acima da média da União Europeia, que se reduzissem as desigualdades sociais, e que se começassem a corrigir os desequilíbrios regionais.

Esse compromisso era tão ambicioso que muitos nesta Câmara o consideraram um sonho impossível; uma promessa que, a ser cumprida, precipitaria o país na bancarrota. E esse compromisso só pôde ser assumido e construído porque várias forças representadas nesta Assembleia, entenderam que ele podia e devia ser formulado.

E hoje, quando debatemos o Estado da Nação, debatemos também o modo como esse compromisso foi sendo cumprido.»

Leia a intervenção na íntegra em anexo.