Saltar para conteúdo

Comunicados

2019-07-25 às 15h19

Saldo orçamental reflete bom momento da economia e rigor orçamental

A execução orçamental das Administrações Públicas (AP) no primeiro semestre, em contabilidade pública, registou um défice de 536 milhões de euros (ME), representando uma melhoria de 2 117 ME face a 2018, com um crescimento da receita de 7,2% e da despesa de 1,5%. A despesa primária cresceu 2,9%.

O saldo orçamental até junho encontra-se influenciado por efeitos que melhoram o saldo, mas que não têm impacto no apuramento em contas nacionais, na ordem dos 602ME.

Receita acompanha crescimento da atividade económica e do emprego

A receita fiscal cresceu 7,6%, com destaque para o aumento do IVA de 9,3%, do ISP em 11,2% e do IRS em 3,7%. Este crescimento ocorre apesar da redução da carga fiscal associada a vários impostos, como o IRS (pelo impacto da reforma do número de escalões), o IVA (pela diminuição da taxa de vários bens e serviços) e o ISP (pela redução da taxa aplicada à gasolina em 3 cêntimos). Este aumento é ainda influenciado pelo alargamento do prazo de pagamento de alguns impostos no final de 2018, que assim constituiu receita de 2019.

Leia o comunicado na íntegra em anexo.
Áreas:
Finanças