Nota de pesar pela morte da atriz Manuela Cassola - XXI Governo - República Portuguesa

Comunicados

2018-12-27 às 11h00

Nota de pesar pela morte da atriz Manuela Cassola

A Ministra da Cultura, Graça Fonseca, lamenta a morte da atriz Manuela Cassola.

O seu percurso, iniciado com a companhia Rey Colaço Robles Monteiro em 1961 no Teatro Nacional Dona Maria II, fica marcado por uma ampla passagem pelo teatro Estúdio de Lisboa entre 1965 e 1976.

Manuela Cassola viveu também a aventura do teatro independente do pós 25 de Abril de 1974, nomeadamente colaborando com o Grupo de Teatro de Campolide, depois Companhia de Teatro de Almada, com a qual participou em vários espectáculos, e com a Companhia Teatral do Chiado
.
Manuela Cassola integra a longa lista de atores e atrizes cujo rosto familiar atravessou gerações, que viram nela uma presença regular tanto no teatro como na televisão, onde participou em telenovelas e em séries.

A atriz era não apenas um dos rostos mais regulares da televisão portuguesa, mas também presença no cinema, em filmes como O processo do rei, de João Mário Grilo, ou Repórter X, de José Nascimento.

Manuela Cassola teve um percurso longo e diverso, que nos deixa na memória uma atriz comprometida com o seu trabalho e reconhecida pelos seus colegas de profissão como uma presença afetivamente sólida.

À Família e Amigos enviam-se sentidas condolências.
Tags:
teatro
Áreas:
Cultura