Ministra da Cultura lamenta a morte da atriz Cremilda Gil - XXI Governo - República Portuguesa

Comunicados

2019-02-08 às 23h52

Ministra da Cultura lamenta a morte da atriz Cremilda Gil

A Ministra da Cultura, Graça Fonseca, lamenta a morte da atriz Cremilda Gil. Natural das Caldas-da-Rainha, estreou-se em 1961 no Teatro D. Maria II, no que seria o início de uma longa carreira artística, tanto nos palcos, como no cinema e no pequeno ecrã.

Se é impossível não a recordar pelas personagens que desempenhou em algumas das séries e telenovelas mais acarinhadas pelo público português, a sua versatilidade destacou-se desde os seus primeiros papéis em filmes do Novo Cinema, como em Raça, de Augusto Fraga, ou Domingo à Tarde, de António Macedo. No Alentejo, onde vivia, colaborou com a Companhia Teatro da Terra, da também atriz Maria João Luís, onde participou na peça A Casa de Bernarda Alba, de Federico García Lorca.

À Família e Amigos enviam-se sentidas condolências.
Tags:
teatro
Áreas:
Cultura