Saltar para conteúdo

Comunicados

2019-09-27 às 11h41

Governo apresenta pacote de soluções às empresas afetadas pela falência da Thomas Cook

As empresas portuguesas afetadas pela insolvência do operador turístico Thomas Cook podem agora recorrer à linha de apoio que disponibiliza até 1,5 milhões de euros por empresa para financiamento de necessidades de tesouraria, com condições vantajosas e por um prazo até três anos.

A linha, no âmbito do Programa Capitalizar, dispõe de um plafond de 150 milhões de euros.

Além da medida que responde a dificuldades de tesouraria das empresas, o Governo, em parceria com a Associação de Turismo do Algarve e a Associação de Promoção da Madeira, disponibilizará 2,25 milhões de euros para um Plano Especial de Promoção para o Algarve e a Madeira, que visa responder à quebra naqueles que são os dois destinos nacionais mais dependentes deste operador. Este plano visa aumentar a procura e os níveis de transporte aéreo e de operação turística nos seguintes mercados emissores: Reino Unido, Alemanha, França, Holanda, Irlanda, Polónia e Mercados nórdicos.

Para avaliação da situação e definição de próximos passos está marcada uma reunião para este sábado, dia 28, entre o Turismo do Algarve e o Turismo de Portugal com associações e empresas afetadas.

O Governo e o Turismo de Portugal têm estado a monitorizar de forma permanente a evolução registada nos principais mercados afetados pela insolvência da Thomas Cook, designadamente através das equipas de turismo no estrangeiro e das Embaixadas desses mercados em território nacional.
Tags: turismo