Saltar para conteúdo

Notícias

2024-02-11 às 12h53

Salário médio declarado à Segurança Social sobe 7,2% para 1.463€

Registou-se ainda em 2023 o crescimento da população empregada em +5%

Um acréscimo de 98 euros em relação ao valor remuneração média mensal declarada em 2022


A remuneração média declarada à Segurança Social pelos trabalhadores por conta de outrem aumentou 7,2% em 2023, para 1.463 euros. Trata-se de um acréscimo de 98 euros em relação ao valor remuneração média mensal declarada em 2022, que era de 1.365 euros. 

Além do aumento dos salários declarados à Segurança Social, registou-se em 2023 o crescimento da população empregada em +5%, tendo ultrapassado os 5 milhões de trabalhadores. 

Na conjugação destes fatores, as contribuições sobre as remunerações tiveram um crescimento de 2.791,6 M€, correspondendo a +12,5%. 

A Segurança Social registou, em 2023, um saldo de 5.464,4 milhões de euros, uma variação de +1.396,4 milhões de euros face a 2022. 

Este resultado teve como base o aumento da receita e o investimento social: 
  • Aumento com Pensões em 847 M€ (+4,3%ou +7,8% descontando o efeito do suplemento extraordinário de outubro de 2022). 
  • Aumento do Complemento Solidário para Idosos em 234,5 M€ (+17,7%)
  • Aumento no Abono de Família em 168,5 M€ (+20,6 %) 
  • Aumento na Garantia para a infância em 60,6 M€ (+241,7%) 
  • Aumento nas prestações de Parentalidade em 85 M€ (+11,9 %) 
  • Aumento no Subsídio de Apoio ao Cuidador Informal em 10,0 M€ (+131,3 %) 
  • Aumento em programas de Ação Social em 220,3 M€ (+9,7 %), 
  • Aumento no Subsídio e Complemento por Doença em 73,0 M€ (+9,0%) 
  • Aumento nas Prestações por Desemprego em 80,1 M€ (+6,3 %)
  • Em 2023 foram pagos 546 M€ em Apoios Extraordinários às famílias mais vulneráveis e Complementos ao Apoio Extraordinário para Crianças e Jovens.
  • Com o novo Apoio Extraordinário à Renda foram pagos 268,8 M€ aos arrendatários em 2023.