Saltar para conteúdo

Notícias

2024-01-18 às 13h14

Novas medidas para enfrentar a seca no Algarve e Alentejo

Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca determinou novas medidas face à situação crítica de seca no Algarve. (Foto: Luís Forra/Lusa)
Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca determina redução do consumo de água

No seguimento da 18.ª reunião da Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca e face à situação crítica que se regista no Algarve, foram determinadas as seguintes medidas:



Abastecimento público


Redução, em 15%, do consumo urbano na região face ao ano anterior. 


Abastecimento agrícola  


Redução total de 25% no consumo, que compreende: 


  • Redução, em 50%, do volume titulado para rega no perímetro hidroagrícola do Sotavento (a redução na captação superficial vai ser compensada pela reativação de furos em zonas em que os aquíferos não estejam em situação crítica e também pela Água para Reutilização); 
  • Redução, em cerca de 40%, do volume utilizado para rega a partir da albufeira do Funcho face à campanha de rega homóloga;
  • Redução, em 15%, da captação de água subterrânea para rega. 

Turismo


Redução, em 15%, do consumo nos empreendimentos turísticos; 


Redução, em 15%, da captação de água subterrânea.



Além destas medidas estão em curso outras, de caráter estrutural:


  1. Construção de uma dessalinizadora em Albufeira, com capacidade para tratar 16hm3/ano e que pode atingir 24hm3/ano numa segunda fase, atualmente em procedimento de Avaliação de Impacte Ambiental;
  2.  Aumento das afluências à barragem de Odeleite através da captação do Pomarão, que vai trazer mais 30 hm3. Atualmente em procedimento de Avaliação de Impacte Ambiental; 
  3. Aumento da capacidade útil da barragem de Odelouca através da descida do nível de captação, atualmente em curso;
  4. Reforço da interligação do sistema de abastecimento público do Barlavento/Sotavento, atualmente em curso; 
  5.  Aumento da disponibilização de Água para Reutilização para a rega de campos de golfe e agrícola; 
  6. Redução de perdas no setor urbano;
  7. Redução de perdas no setor agrícola nos perímetros hidroagrícolas.

No que diz respeito à região do Alentejo, foi adjudicada a ligação a Alqueva da barragem do Monte da Rocha.