Saltar para conteúdo

Notícias

2023-05-22 às 14h33

Indústria automóvel é essencial para conter as alterações climáticas

Primeiro-Ministro António Costa e Secretário de Estado da Economia, Pedro Cilínio, visitam fábrica de veículos comerciais ligeiros elétricos, Abrantes, 22 maio 2023
O Primeiro-Ministro António Costa presidiu à cerimónia do início da produção do novo eCanter - veículo comercial 100% elétrico da Mitsubishi Fuso -, na fábrica da empresa japonesa do Tramagal, Abrantes. O eCanter terá apenas outro centro de produção, a fábrica de Kawasaki, no Japão.

A cerimónia assinalou também a produção de 250 mil veículos Canter, modelo produzido desde 1980 nesta fábrica.

António Costa felicitou a Mitsubishi Fuso «por estes dois momentos muito importantes, por um lado a produção de 250 mil viaturas e, por outro lado, assinalar este momento com a produção de uma nova viatura, 100% elétrica, e em que a fábrica do Tramagal vai ser o local de produção para toda a Europa do eCanter».

A produção de veículos elétricos responde aos desafios da transição energética imposta pelas alterações climáticas, lembrando que «70%, das emissões de carbono» resultam da mobilidade, pelo que «a indústria automóvel é da maior importância, é decisiva» para que o País se adapte «aos novos desafios» expressos nos acordo de Paris para conter as alterações climáticas.

«Para atingirmos a neutralidade carbónica em 2050 não basta esperarmos que o tempo passe, é preciso tomar hoje as decisões e fazer hoje o necessário para que as nossas sociedades sejam neutrais em carbono em 2050», disse acrescentando que hoje foi dado «um passo da maior importância para esse objetivo» com o começo da produção do eCanter 100% elétrico.

A produção do novo comercial totalmente elétrico e de 250 mil veículos Canter «mostram bem todo o potencial desta unidade fabril», que consubstancia «longa tradição de colaboração na área industrial entre Portugal e a Alemanha e a industrial automóvel japonesa».

A cerimónia incluiu uma visita à fábrica do eCanter e intervenções dos diretores gerais do setor de camiões e autocarros da Mitsubishi Fuso e do setor de camiões para a Europa da empresa, do secretário de Estado da Economia, Pedro Cilínio e do Primeiro-Ministro.

Os veículos produzidos em Portugal são exportados para 32 países europeus e para Marrocos. A quase totalidade dos componentes usados na fábrica do Tramagal é produzida em países europeus e a fábrica alcançou a neutralidade carbónica.

A Mitsubishi Fuso é o terceiro maior fabricante de veículos automóveis em Portugal, empregando 530 trabalhadores e tendo fechado o ano de 2022 com mais de 10 000 unidades dos modelos Canter produzidas, e uma faturação de 270 milhões de euros.