Saltar para conteúdo

Comunicados

2023-11-28 às 14h33

Projetos nacionais do Corredor de Energia Verde já têm selo europeu de Interesse Comum

1. Portugal com dois novos projetos de hidrogénio verde classificados como Projeto de Interesse Comum no plano europeu. Estes projetos permitem a concretização do Corredor de Energia Verde para transporte de Hidrogénio que ligará Portugal e Espanha à Europa Central.

2. Têm também selo de interesse Comum as interligações elétricas entre Portugal e Espanha (3.ª interligação do Minho) e entre Espanha e França (Golfo da Biscaia), infraestruturas críticas para reforçar a integração dos sistemas elétricos da Península Ibérica e do centro da Europa.

Portugal viu hoje reconhecidos dois projetos estruturantes de transporte de hidrogénio verde – o ‘H2Med/CelZa' e o 'Portuguese Hydrogen Backbone' - como PICs ao nível europeu. Este selo comprova a relevância estratégia destas infraestruturas para os objetivos e metas da União Europeia, e possibilita, em sequência, que estas sejam elegíveis para se candidatarem a financiamento europeu, ao abrigo do Connecting Europe Facility – Energy ("CEF-E"), que poderá apoiar até 75% dos custos elegíveis.

O 'H2Med/CelZa', submetido pela REN-Gasodutos, SA, representa um investimento de 204 milhões e terá cerca de 242 km de condutas, dos quais 162 km em Portugal. Esta infraestrutura será complementada por outros projetos, nomeadamente pela interligação H2Med/BarMar (Espanha-França) e por infraestruturas que ligarão as redes de hidrogénio francesas e alemãs. Possibilitará, assim, o surgimento de um dos principais corredores de hidrogénio verde através do Mediterrâneo.

Este projeto corresponde ao anúncio feito a 20 de outubro de 2022, em Bruxelas, pelo Presidente de França, Emmanuel Macron, pelo Presidente do Governo de Espanha, Pedro Sánchez, e pelo Primeiro-Ministro de Portugal, António Costa.

Os três líderes concordaram na criação de uma interligação de hidrogénio entre Portugal e Espanha, ligando Celorico da Beira (Portugal) a Zamora (Espanha), e no desenvolvimento de uma conduta marítima que ligue Barcelona (Espanha) a Marselha (França), como a opção mais direta e eficiente para ligar Portugal e Espanha à Europa Central. A 9 de dezembro de 2022, em Alicante, os mesmos líderes confirmaram o lançamento do corredor, que contou com o apoio da Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

Leia o comunicado na íntegra