Saltar para conteúdo
Histórico XXIII Governo - República Portuguesa Voltar para Governo em funções

Comunicados

2023-04-07 às 10h22

Presidentes da República de Portugal e do Brasil presidem à cerimónia de entrega do Prémio Camões a Chico Buarque

O Prémio Camões 2019, atribuído ao músico e escritor brasileiro Chico Buarque de Hollanda, vai ser entregue no próximo dia 24 de abril, às 16h00, pelos Presidentes da República de Portugal e do Brasil, em cerimónia a realizar no Palácio Nacional de Queluz.
 
A entrega do galardão está integrada na visita oficial a Portugal do Presidente da República brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva. 
 
Instituído por Portugal e pelo Brasil em 1988, o Prémio Camões é o galardão de maior prestígio da língua portuguesa. De caráter anual, presta homenagem a um escritor que, pela sua obra, contribua para o enriquecimento e projeção do património literário e cultural de língua portuguesa.
 
O Ministério da Cultura, através da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB) e do Gabinete de Estratégia, Planeamento e Avaliação Culturais (GEPAC), organiza pela parte portuguesa a atribuição deste Prémio, que tem o valor pecuniário de 100 mil euros, assumido em partes iguais pelos Governos de Portugal e do Brasil.
 
Chico Buarque foi o vencedor da 31ª edição do Prémio Camões, na sequência de decisão unânime do júri constituído por Manuel Frias Martins e Clara Rowland (Portugal), Antonio Cícero e Antonio Hohlfeldt (Brasil), Ana Paula Tavares (Angola) e Nataniel Ngomane (Moçambique).
 
Reunido no Rio de Janeiro a 21 de maio de 2019, o júri fundamentou a sua escolha realçando a «qualidade e transversalidade» da obra de Chico Buarque, «tanto através de géneros e formas, quanto pela sua contribuição para a formação cultural de diferentes gerações em todos os países onde se fala a língua portuguesa». 
 
A atribuição do Prémio Camões ao músico e escritor brasileiro reconhece «o valor e o alcance de uma obra multifacetada, repartida entre poesia, drama e romance» um trabalho que «atravessou fronteiras e se mantém como uma referência fundamental da cultura no mundo contemporâneo», concluiu o júri na sua declaração.
 
Nos termos do Regulamento, Portugal e o Brasil organizam de forma alternada as reuniões e as cerimónias de entrega deste galardão. 
 
 

Tags: cultura
Áreas:
Cultura