Saltar para conteúdo

Comunicados

2023-12-08 às 11h51

MNE preside à 6.ª Reunião Ministerial do Caminho Conjunto UE-Angola

1. Ministro português preside à reunião em representação do Alto Representante da União Europeia, Josep Borrell; 

2. MNE aproveita a deslocação a Angola para visitar o Corredor do Lobito, projeto que beneficia de apoio da União Europeia no âmbito do Global Gateway, bem como para lançar a primeira pedra da Plataforma Logística Caála no Huambo. 

O Ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, preside à VI Reunião Ministerial do Caminho Conjunto UE-Angola, em representação do Alto Representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, Josep Borrell. 

Os trabalhos decorrem no domingo de manhã, com particular enfoque nas questões políticas regionais e internacionais e nas prioridades da cooperação UE-Angola no período 2021-2027, incluindo nos domínios do comércio, do investimento e da diversificação da economia. O MNE português manterá, nesse mesmo dia, uma reunião bilateral com o homólogo angolano, Téte António, no âmbito da qual se assinará o Memorando de Entendimento entre os Governos da República Portuguesa e da República de Angola para apoio direto ao Orçamento Geral do Estado de Angola, destinado a contribuir para o restauro e apetrechamento da Fortaleza de S. Francisco do Penedo em Luanda. 

Nesta deslocação a Angola, o Ministro João Gomes Cravinho visita, no sábado, o Corredor do Lobito, uma infraestrutura estratégica transafricana que liga o Sul da República Democrática do Congo e o Noroeste da Zâmbia aos mercados comerciais regionais e globais através do Porto do Lobito em Angola. O desenvolvimento deste projeto estruturante beneficia de apoio da União Europeia, no âmbito do Global Gateway, e está a cargo de um consórcio internacional que integra uma empresa portuguesa. 

Nesse mesmo dia, no Huambo, o MNE participa ainda na cerimónia de lançamento da primeira pedra da Plataforma Logística Caála. O evento contará com a presença do Ministro dos Transportes angolano, Ricardo Viegas de Abreu, e da Governadora da Província do Huambo, Lotti Nolika.