Saltar para conteúdo

Comunicados

2023-11-23 às 8h14

MNE no Médio Oriente: deslocações a Israel, Palestina, Jordânia e Egito

1. Trata-se de uma visita conjunta com a homóloga eslovena;

2. Périplo de dois dias abrange quatro paragens: Israel, Palestina, Jordânia e Egito;

3. Ministros reúnem-se com homólogos, mas mantém também vários encontros ao mais alto nível.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, João Gomes Cravinho, e a Ministra dos Negócios Estrangeiros e Assuntos Europeus da Eslovénia, Tanja Fajon, iniciam esta sexta-feira uma deslocação de dois dias ao Médio Oriente, a qual passará por Israel e pela Palestina, assim como pela Jordânia e pelo Egito.

Os Ministros deslocam-se à região com o objetivo de dar continuidade ao diálogo e consultas com atores na região, contribuindo para o diálogo político em curso, indispensável para responder à situação e relançar a via diplomática para a construção de uma paz duradoura e sustentável, ancorada numa solução de dois Estados.

Os dois MNE reúnem-se, esta sexta-feira, na região sul do país, com o homólogo israelita Eli Cohen e serão recebidos, em Telavive, pelo Presidente israelita Isaac Herzog.

Ainda na sexta-feira, os dois ministros estarão em Ramallah, onde têm reunião agendada com o homólogo palestiniano, Riyad al-Maliki, bem como serão recebidos pelo Primeiro-Ministro, Mohammad Shtayyeh.

No sábado, o foco será o diálogo sobre a situação atual e as perspetivas de paz na região com dois parceiros regionais de relevo – Jordânia e Egipto.

O dia começa em Amã com a reunião dos dois ministros com o Vice-Primeiro-Ministro e Ministro dos Negócios Estrangeiros jordano, Ayman Safadi.

À tarde, já no Egito, o Ministro Cravinho e a Ministra Fajon têm reunião prevista com o homólogo Sameh Shoukry, assim como um encontro de cortesia com o Presidente da República, Abdel Fattah el-Sisi. Também no Cairo, os Ministros têm ainda encontro marcado com o Secretário-Geral da Liga Árabe, Ahmed Aboul Gheit. Na reunião pretende abordar-se a situação atual de uma perspetiva regional, incluindo no que ao papel da Liga Árabe se refere, bem como à cooperação desta organização com a União Europeia, tendo em vista a paz e a estabilidade no Médio Oriente