Saltar para conteúdo

Comunicados

2023-02-09 às 16h25

Ministério da Cultura e Câmara Municipal Leiria assinam protocolo para promoção do património cultural e natural do Vale do Lapedo

O Ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, e a Secretária de Estado da Cultura, Isabel Cordeiro, estarão presentes na próxima segunda-feira, 13 de fevereiro, às 10h30, na cerimónia de assinatura de um protocolo entre a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e a Câmara Municipal de Leiria para criação de um programa de interpretação e comunicação relativo ao Vale do Lapedo.
 
O protocolo, que será assinado pelo Diretor-Geral do Património Cultural, João Carlos dos Santos e pelo Presidente da Câmara Municipal de Leiria, Gonçalo Lopes, no Museu de Leiria – Sala do Capítulo, cria as condições para promover junto do público a importância do Vale do Lapedo no sentido da compreensão da evolução humana e da história dos primeiros hominídeos na Península Ibérica.
 
No âmbito desta parceria será criado um Grupo de Projeto que deverá conceber, estruturar e propor um programa de interpretação e comunicação relativo ao Vale do Lapedo, no conjunto das suas valências cultural e natural.
 
O Vale do Lapedo preserva em si uma fantástica fauna e flora autóctones de enorme beleza natural. Definido por um estreito vale em forma de canhão que expõe o maciço calcário, integra o sítio arqueológico do Abrigo do Lagar Velho, classificado como Monumento Nacional em 2013. 
 
Nesta jazida têm vindo a ser estudados os vestígios relacionados com a presença de grupos de caçadores-recoletores nómadas durante o Paleolítico Superior, tendo merecido amplo destaque internacional a descoberta, em 1998, de uma sepultura infantil onde foi exumado um esqueleto pertencente a uma criança com cerca de quatro anos de idade, datada de há cerca de 29.000 anos. Este achado veio a revelar-se do ponto de vista histórico e científico de extrema relevância para o conhecimento sobre as populações humanas daquele período, dado o esqueleto apresentar características de Homo sapiens sapiens e Homo neanderthalensis, chegando desta forma aos nossos tempos como um dos primeiros híbridos alguma vez identificados no mundo. Já em 2021, o esqueleto da «Criança do Lapedo e os artefactos arqueológicos associados» foram classificados como Bem de Interesse Nacional/«Tesouro Nacional».
 
No Vale do Lapedo, e mais especificamente no Abrigo do Lagar Velho, têm vindo a ser identificados testemunhos da sequência de ocupações humanas atribuíveis ao Paleolítico Superior, cuja importância interessa divulgar junto da população, a fim de vincular a comunidade ao seu território e, desta forma, promover o desenvolvimento cultural, social e económico da região.
Tags: património
Áreas:
Cultura