Saltar para conteúdo

Notícias

2020-10-19 às 13h33

#EstudoEmCasa 2020/2021 de volta com novidades

Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, assiste à emissão das primeiras aulas do #EstudoEmCasa 20-21, Alcochete, 19 outubro 2020
Os novos conteúdos para o ano letivo 2020-2021 do #EstudoEmCasa começaram a ser transmitidas, após cinco semanas de aulas destinadas a revisões da matéria dada no ano passado.

O Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e o Secretário de Estado Adjunto e da Educação, João Costa, visitaram os estúdios do #EstudoEmCasa, em Alcochete, uma parceria do Ministério da Educação com a RTP, para assinalar a ocasião.

O Ministro afirmou que, devido ao confinamento causado pela pandemia de Covid-19, foi importante que as primeiras semanas do novo ano letivo servissem «para consolidar e recuperar as aprendizagens do último ano letivo».

Depois das cinco semanas transmissão de conteúdos do último ano letivo «temos, a partir desta manhã, novos blocos pedagógicos, com temas concretos que podem dar uma resposta muito importante às necessidades educativas das nossas crianças e dos nossos jovens e que podem ser uma ferramental muito útil aos professores», acrescentou.

Nada substitui a sala de aula

Tiago Brandão Rodrigues sublinhou que «o grande objetivo é continuar as aulas presenciais. Sabemos bem que nada substitui o papel do professor em sala de aula, da escola presencial, e daquilo que acontece todos os dias nos nossos estabelecimentos de ensino».

Todavia, «com a experiência que tivemos no último trimestre do ano letivo 2019-2020, entendemos a mais valia que pode ser para as nossas escolas, para os nossos alunos, a existência de uma ferramenta e de um conjunto de recursos temáticos e didáticos como estes», disse.

O Ministro referiu igualmente que o #EstudoEmCasa se revelou «importante para dotar os professores, agora, com recursos do 1.º ao 12.º anos, e importante também para responder aos alunos que não possam estar em ambiente escolar». Tiago Brandão Rodrigues defende que esta ferramenta deve ser «um companheiro para o estudo ao longo deste e dos próximos anos letivos».

Novidades

O #EstudoEmCasa 2020/2021 apresenta algumas novidades relativamente ao anterior modelo. 

Foram criadas uma equipa de coordenação e uma equipa específica para o seu desenvolvimento, composta por cerca de quatro dezenas de professores e quatro intérpretes de língua gestual portuguesa. 

Esta nova fase terá uma incidência particular no Ensino Básico, iniciando-se a 19 de outubro, para acompanhar o calendário escolar definido pelo Ministério da Educação (durante as cinco semanas, dedicadas especificamente à recuperação de aprendizagem, também a RTP Memória repôs blocos pedagógicos temáticos do ano anterior). 

Os conteúdos diários têm tempo limitado, em blocos de cerca de 30 minutos, num total de 75 blocos semanais, cumprindo-se a maior parte das componentes curriculares, organizadas disciplinar e interdisciplinarmente. 

Estas transmissões vão ocupar a grelha da RTP Memória, das 09h00 às 16h30, com conteúdos que fazem parte das Aprendizagens Essenciais. Tal como no ano passado, os blocos da manhã são dedicados aos 1.º e 2.º ciclos e os da tarde ao 3.º ciclo, fazendo por norma a disciplina de Português Língua Não Materna a transição entre os dois turnos. 

Novos recursos

Por já não se tratar de responder uma situação de premência, como no ano letivo passado, a Direção-Geral da Educação concebeu os novos recursos de forma ainda mais estruturada, constituindo um dos mais ricos, completos e transversais produtos pedagógicos produzidos nos últimos anos. 

Destaca-se a autonomização do 1.º e do 2.º anos, que decorre da necessidade de adequação às especificidades deste início de ciclo, marcado pela aquisição da escrita e da leitura, fator que condiciona inevitavelmente a metodologia a adotar, sendo evidente no 1.º ano a preponderância do domínio da oralidade, por exemplo, em atividades de compreensão, como forma de preparação para futuras atividades de compreensão da escrita. 

Alargamento ao secundário 

O #EstudoEmCasa 2020/2021 contemplará também o alargamento ao Ensino Secundário, com conteúdos a serem disponibilizado em novembro.

Apesar de este nível de ensino ter a mesma equipa educativa e o mesmo número de blocos semanais, estes serão organizados em blocos temáticos que podem ser abordados sequencial ou isoladamente, ficando acessíveis na RTP Play e na app, para serem utilizados como reforço das aprendizagens, especialmente fora da sala de aula. 

Para lá da televisão 

O #EstudoEmCasa 2020-2021 para o Ensino Básico vai ser transmitido na RTP Memória, nos seguintes canais: 

  • TDT – posição 7 
  • Meo – posição 100 
  • Nos – posição 19 
  • Vodafone – posição 17 
  • Nowo – posição 13 
Ficará igualmente disponível em: