Saltar para conteúdo

Notícias

2021-05-28 às 15h18

«Vacinação continua a ser a melhor arma»

Declaração sobre a situação epidemiológica em Portugal - 28 maio 2021
Ministra da Saúde, Marta Temido, na conferência de imprensa após a reunião com especialistas no Infarmed, Lisboa, 28 maio 2021 (Foto: João Bica)
A Ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou que «a vacinação continua a ser a melhor arma» para controlar a pandemia de Covid-19.

Na conferência de imprensa após a reunião com especialistas no Infarmed, a Ministra salientou que o processo de vacinação «continua a correr de forma favorável» e sublinhou que o objetivo de ter 70% da população adulta vacinada até ao final do verão deverá ser cumprido.

«Estamos neste momento a avançar para uma nova faixa etária de autoagendamento [maiores de 50 anos] e estamos com uma preocupação muito grande de não deixar ninguém para trás», acrescentou.

O processo de vacinação faz com que Portugal esteja agora numa «fase de transição entre um período em que havia apenas medidas não farmacológicas, como a utilização de máscaras, lavagem de mãos e distanciamento físico, e um onde temos a expetativa de imunidade».

«No presente ainda estamos a tentar afirmar a imunidade e a referência que foi deixada pelos peritos foi a necessidade de manter a prudência», disse.

Marta Temido reiterou a «necessidade de manter aos critérios de incidência», tendo sempre em conta outros aspetos como o risco de transmissão, o controlo das variantes, a positividade dos testes e o acompanhamento da utilização efetiva dos hospitais».

A Ministra salientou também a importância da adesão às medidas por parte da população: «Precisamos de manter a adesão e a consciência de que estamos perante uma doença que exige comportamento específicos para evitar a transmissão até estarmos protegidos».