Saltar para conteúdo

Notícias

2021-02-16 às 18h11

União Europeia fundamental na transição energética de países dependentes de recursos naturais

Ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes
O Ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, afirmou que a União Europeia tem de desempenhar um «papel fundamental» na transição energética de países dependentes de recursos naturais.

Durante uma videoconferência sobre os desafios climáticos e a transição industrial e energética pós-pandemia, o Ministro realçou o apoio que a União Europeia poderá dar a países «cujas economias dependem muito de petróleo e gás» e que não têm dinheiro necessário para implementar a transição.

«É um problema que nenhum país, pequeno ou grande, pode resolver sozinho», acrescentou Matos Fernandes, reiterando o objetivo de cada um de ser capaz de reutilizar recursos naturais e atingir a neutralidade carbónica.

O investimento em fontes renováveis será também, para o Ministro, uma forma de «criar novos empregos e mais empregos qualificados». No caso de Portugal, um país sem petróleo nem gás, torna-se premente «ter um sistema totalmente seguro», mais resiliente e capaz de usar os recursos naturais próprios, como o vento, o sol e a água.

A videoconferência sobre as transformações e os impactos do Pacto Ecológico Europeu foi organizada pela embaixada de Portugal em Praga, no âmbito da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia, em parceria com a representação da Comissa~o Europeia na República Checa e com o Instituto de Relações Internacionais, o Banco Europeu de Investimento (BEI), a Comissão Europeia e o Instituto de Política Europeia EUROPEUM.