Saltar para conteúdo

Notícias

2021-05-04 às 15h18

Transição digital na Administração Pública permite «servir melhor os cidadãos e as empresas»

Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, durante a iniciativa Fórum Portugal Digital, 4 maio 2021 (Foto: João Bica)
O Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, afirmou que a aceleração da transformação digital da Administração Publica terá um papel fundamental na economia e da sociedade.

«A Administração Pública pode servir melhor os cidadãos e empresas, pode aumentar transparência e aumentar a sua eficácia se souber fazer também um aproveitamento pleno das tecnologias digitais», disse o Ministro durante a iniciativa Fórum Portugal Digital.

Para Pedro Siza Vieira, a Administração Pública também pode ser utilizada como «fonte de enriquecimento», porque tem «à sua disposição dados que são hoje em dia a matéria-prima mais importante na nova economia»:

«Colocarmos esses dados aos serviços dos investigadores e das empresas, das startups, ajuda a criar outras oportunidades de trabalho», acrescentou.

O Ministro referiu também que já não se atrai investimento estrangeiro ou se capta investimento nacional «com base em baixos custos de produção ou baixos custos fiscais»:

«Está em causa podermos competir pelo talento e aproveitarmos todo o potencial destas tecnologias para melhorarmos a forma como estas empresas funcionam e se relacionam com o mercado e com o mundo», explicou.

Acelerar a transformação do País

Pedro Siza Vieira lembrou ainda que o Governo assumiu a transição digital como «um propósito de acelerar a transformação do País, não deixando ninguém para trás e criando uma economia mais aberta ao mundo e mais competitiva».  Destacou a importância das Pequenas e Médias Empresas terem à sua disposição uma «rede de centros de competências que são capazes de fornecer serviços e mobilizar recursos para as ajudar em áreas tão criticas para o seu futuro como a cibersegurança, Inteligência Artificial, computação avançada ou estratégia cloud».

«Somos capazes de atrair para Portugal uma estrutura permanente de apoio às startups. O reconhecimento de que Portugal se distingue internacionalmente como uma referência na atração de talento e empresas inovadoras que aqui se escolhem localizar-se para poderem avançar», disse ainda.

O Fórum Portugal Digital decorre até quinta-feira e assinala o primeiro ano de Plano de Ação para a Transição Digital e a reestruturação do Programa INCoDe.2030, numa semana dedicada à discussão dos principais temas ligados às competências digitais e à transição digital de Pessoas, Empresas e Estado.