Saltar para conteúdo

Notícias

2020-02-04 às 23h32

Sucesso do setor vitivinícola contribui para «crescimento nacional»

Secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, na cerimónia de entrega de Prémios «Os Melhores do Ano 2019 – Revista de Vinhos», Porto, 4 fevereiro 2020
O Secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, participou na cerimónia de entrega de Prémios «Os Melhores do Ano 2019 – Revista de Vinhos», que se realizou no Porto. A iniciativa, promovida pela Revista de Vinhos, já teve 23 edições, e visa distinguir os melhores vinhos, personalidades e empresas que conquistaram notoriedade no universo vitivinícola e gastronómico em Portugal. 
 
Durante a sua intervenção, o Secretário de Estado enalteceu o setor vinho, que «apesar de um passado tão rico e da certeza de se assumir como um importante embaixador do nosso País, não estagnou e procurou sempre estar na linha da frente na resposta aos mais diversos desafios que temos vindo a enfrentar». 

Para Nuno Russo este sector «testou, adaptou, criou e cresceu», conseguindo uma receita «que, certamente, será para manter, aliada à proatividade e ao empreendedorismo que se sentem no setor vitivinícola, ao seu carácter inovador, à busca de maiores níveis de sustentabilidade e competitividade e a um diálogo permanente que jamais poderá ser esquecido ou dispensado».
 
O Secretário de Estado disse ainda que este é um esforço de todos os agentes e «com claros reflexos na qualidade e no reconhecimento dos vinhos portugueses». Prova disso é o forte crescimento do setor a nível nacional e internacional no qual «a campanha 2019/2020 demonstrou um crescimento de 7% face à produção da campanha anterior». 

Para Nuno Russo, este «setor tem sabido corresponder à procura, ajustar-se em função das exigências e das novas tendências e afirmar-se num mercado global que, a par das oportunidades, acarreta também muitos desafios. A marca Portugal é, hoje, reconhecida e procurada, dentro e fora de portas, e o nosso país encontra-se no "top 10" dos exportadores mundiais neste setor marcado pela forte competitividade», disse ainda.
 
Para o Secretário de Estado e «tendo em conta os números alcançados neste setor, o objetivo passa agora por dar continuidade ao percurso de crescimento, de afirmação e de reforço da sustentabilidade, destacando-se, na corrida por essa meta, o contributo dos vinhos com Denominações de Origem e Indicações Geográficas no crescimento em valor. Para a manutenção e reforço desse objetivo, não poderia deixar de destacar e louvar iniciativas como esta, bem como o papel dos Municípios e das Associações e Cooperativas ligadas ao setor, tão relevantes na promoção do que se produz e distingue as nossas regiões e o nosso País».
 
No âmbito da negociação da Política Agrícola Comum pós 2020, Nuno Russo disse que «Portugal tem lutado pela manutenção do orçamento para o setor vitivinícola no que toca às intervenções setoriais. Por isso, Portugal tem defendido um orçamento que permita uma transição justa e equilibrada para os nossos agricultores que, sim, estão preparados para esta mudança que, embora desafiante, trará muitas oportunidades. 

Essa capacidade já é visível nas nossas vinhas, nomeadamente através da promoção de práticas de conservação do solo, da biodiversidade funcional e de demais práticas associadas à sustentabilidade ambiental. Neste contexto, não posso deixar de referir a importância das nossas castas e da sua diversidade. Temos de garantir a sua conservação e, para isso, temos de incentivar os nossos viticultores, inquietos e inovadores, a aproveitarem o seu potencial», disse ainda.


Tags: agricultura
Áreas:
Agricultura