Saltar para conteúdo

Notícias

2019-11-29 às 11h56

«Só capitalizando a administração» é possível reverter externalização de serviços qualificados no Estado

Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública , no «Prémio IPPS-ISCTE Políticas Públicas» Lisboa, 29 novembro 2019
A Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, afirmou que «só capitalizando a administração» é possível «reverter este caminho de externalização de serviços qualificados no Estado».

A Ministra, que falava na abertura da primeira edição do «Prémio IPPS-ISCTE Políticas Públicas», no ISCTE, em Lisboa, afirmou que o sucesso da Administração Pública depende de «políticas públicas robustas, uma estratégia de inovação e de modernização, dirigentes e trabalhadores qualificados, motivados e valorizados».

Alexandra Leitão disse ainda que é preciso «reverter uma tendência crescente para a externalização de soluções com recurso a privados, que tem vindo a contribuir para a descapitalização da Administração Pública».

Desafiando as universidades portuguesas a fazerem parte da transformação da Administração Pública, no sentido da sua modernização, a Ministra reiterou um desafio que o Governo tem vindo a lançar à academia: «continuem a trabalhar em conjunto com a Administração Pública para inovar, modernizar e tornar os vários serviços públicos mais eficientes e úteis às pessoas».

Recordando que, na legislatura anterior, se iniciou «um caminho de valorização e fortalecimento da Administração Pública», Alexandra Leitão disse que o Governo vai intensificar a estratégia de fortalecimento dos serviços públicos e da sua capacidade organizacional».

O caminho traçado passa pela aposta em processos de inovação, simplificação e modernização contínua que irão centrar-se em «três dimensões essenciais: pessoas, gestão e tecnologia».

Para a Ministra, é preciso «valorizar e motivar os trabalhadores, não só em termos salariais, mas também de capacitação, qualificação e incentivos à produtividade, desenvolver modelos de gestão articulados, mais simples, com o objetivo de prestar serviços de qualidade aos cidadãos [e] colocar a tecnologia ao serviço destes objetivos, de forma inclusiva e transformadora».

Alexandra Leitão considerou que «esta primeira edição do Prémio IPPS-ISCTE Políticas Públicas é mais um dos tijolos na construção deste sistema de inovação e transformação contínua», estando «em plena sintonia com a posição do Governo, de promover, valorizar e reconhecer o que de bom se faz na Administração Pública, de pessoas e para pessoas».