Saltar para conteúdo

Notícias

2020-12-14 às 16h49

Sistemas de saúde «têm de ser mais resilientes»

Ministra da Saúde, Marta Temido
A Ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou que a inauguração do edifício Serviço de Urgência Geral – Área Dedicada a Doentes Respiratórios do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (Amadora-Sintra) está enquadrada na necessidade de aumentar a capacidade de adaptação e resiliência dos sistemas de saúde.

Marta Temido sublinhou a relevância de «trabalhar com resiliência as respostas aos que mais precisam» e destacou que as conclusões do Observatório Europeu dos Sistemas de Saúde e da OCDE apontam a «necessidade de adaptação, recuperação e resposta a duas necessidades muito difíceis de equilibrar: doentes Covid-19 e doentes não-Covid-19».

«Quanto mais suave e rápida for a capacidade de responder a estas duas necessidades, melhor conseguiremos responder às necessidades de quem precisa de nós», acrescentou a Ministra.

Os sistemas de saúde têm de ser capazes de «manter a capacidade de resposta à produção normal, responder com segurança e qualidade às necessidades da pandemia, ter capacidade para aprender lições e incorporá-las».

O novo edifício vai garantir uma resposta para doentes respiratórios, que podem estar ou não infetados com Covid-19, mantendo uma área para as necessidades de outros doentes.

O edifício do Serviço de Urgência Geral – Área Dedicada a Doentes Respiratórios custou 1,2 milhões de euros e foi financiado pelo Programa de Estabilização Económica e Social.
Tags: saúde
Áreas:
Saúde