Saltar para conteúdo

Notícias

2020-07-03 às 15h34

Recrutamento centralizado permite constituir bolsa de 800 técnicos superiores

Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão (Foto: António Cotrim/Lusa)
No quadro do recrutamento centralizado de técnicos superiores para a Administração Pública foi publicado, em Diário da República, o anúncio que conclui todos os métodos de seleção, permitindo a constituição de uma bolsa de 800 técnicos superiores.

Este foi o número de candidatos aprovado, através de um processo exigente constituído por provas de conhecimentos e provas de aptidão psicológicas, havendo agora lugar a audiência prévia por parte dos interessados.

Para completar a constituição da reserva de 1000 técnicos superiores, e assim que estejam concluídas as audiências prévias e homologada a lista de ordenação final, o Governo vai lançar uma segunda fase do recrutamento centralizado (procedimento consequente) para a seleção do remanescente dos técnicos superiores, o que acontecerá em agosto.

Todos os candidatos da primeira fase destas áreas que tenham sido admitidos às provas de conhecimentos e que não tenham ficado na bolsa já constituída consideram-se a concurso desde que manifestem interesse nisso. Além disso, todos os cidadãos que cumpram os requisitos poderão candidatar-se a esta segunda fase, tendo de submeter a sua candidatura.

Assim, em cumprimento do Programa do Governo e do Programa de Estabilização Económica e Social, o Governo reitera o seu compromisso de constituir uma bolsa de 1000 trabalhadores com formação superior, uma medida com vista ao rejuvenescimento dos mapas de pessoal da Administração Pública e ao reforço da sua capacitação nestas áreas.